segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

PET SEMATARY - STEPHEN KING 1983

Louis Creed acaba de se mudar com a família para Ludlow no Maine, pois assumiu o emprego de chefe de enfermaria da universidade local.
 A casa deles fica nos limites da rota 15, estrada perigosa conhecida pelo trafego constante de automóveis. O de fato deixa Louis e Rachel, sua esposa, preocupados com a possibilidade dos filhos acabarem atravessando a auto estrada e serem pegos de surpresa por um carro ou caminhão. 
 Logo a família sentem-se em casa e a vontade, até que o gato de Ellie, filha mais velha do casal, morre atropelado, Logo Jub, vizinho que mora do outro lado da estrada, sabe que Ellie irá ficar arrasada pela morte de Church, então ele leva Louis para a floresta que fica atras da casa dos Creed, onde as crianças construíram um cemitério para seus animais de estimação, com o nome "semitério de bichos" escrito errado numa placa, acontece que próximo daquele mesmo cemitério há um cemitério indígena construído pela tribo Micmac há anos, logo que ele enterra o gato, ele acaba voltando a vida... Logo todos começam a notar que algo está estranho e eles começam a evitar a presença do gato, exceto por Ellie que fica super animada, com a ideia de ter seu bichinho de volta, apesar de ele ter um cheiro estranho dali em diante.
Quando tudo parece bem a família Creed acaba sendo abalada por uma grande tragédia, Gage o filho mais novo da família acaba morrendo atropelado e logo Louis faz o mesmo percurso para enterrá-lo no cemitério micmac, o que resulta no menino vivo outra vez, porém ele volta como um monstro disposto a causar mais estragos.
Logo que você está lendo o livro, começa a notar que todo o percurso feito pelos personagens se torna uma loucura alucinógeca, e que os atos são influenciados por forças malignas. 



De fato esse deve ter sido um dos livros mais famosos de King, por toda sua morbidez, não vou mentir a leitura desse livro é de fato difícil e não só por mim, mas por muitos outros consideram um do livros mais macabros de King, o marketing do livro se rodeou em volta de " o livro é tão assustador que segundo King não deveria ser publicado" porém o fato real de King não querer que o livro fosse publicado é por que ele simplesmente não acreditava que ele era tão bom assim. Agora imagina se o livro nem é tão bom e conseguiu vender mais 600 mil cópias de capa dura somente no seu primeiro ano, imagina quando King considera que escreveu um bom livro... 
Meus caros nossa overdose King está chegando ao fim, mas queria muito que vocês me dessem dicas de livros ou escritores que vocês querem, ou até mesmos filmes e séries, aí faremos mais dias com o que vocês pedirem. 
Eu gostaria de agradecer a todos que tiraram minutos de suas vidas vindo ler as resenhas da OVERDOSE KING, e ler outras coisas do blog, eu de fato espero que tenham gostado, muito obrigado, por todos meus amigos, que me motivam e pelo pessoal do " asas em livros" que é um dos melhores grupos em que já estive, pois de fato vocês me deram o empurrão que faltava pra tudo isso. Obrigada de verdade a todos vocês,principalmente a Katt que os juntou, de verdade não citarei outros nomes do " asas em livros", pois todos vocês de certa forma me ajudaram, toda vez que mando o link pra vocês darem uma olhada e dizer se ficou bom, toda vez que falo sobre tal livro e o que acham, de verdade obrigada.
Eu queria dizer obrigada também a vocês, que leem o blog, e queria pedir que todos que visualizam, se gostarem sigam o blog, pra nos dar uma forcinha.
Obrigada meus loves, esse é apenas o começo.
Beijos de luz meus caros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário