quinta-feira, 17 de março de 2016

GUARDADOR DE SOLIDÃO- LETÍCIA OSANAI(1996)

Antes de qualquer coisa, você precisa saber que poesia não é uma das coisas que eu mais goste, já li bastante, mas não é um dos meus gêneros favoritos. Mas Lady Letícia, conseguiu me fazer amar esse livro mais do que muuuuita coisa.
 Guardador de Solidão é um livro no mínimo fascinante, a escrita é de fácil compreensão, muito bem escrito, é um daqueles livros de poesia, que qualquer página que você abra e comece a ler você irá gostar, se sensibilizar e muuito provavelmente se identificar. 
 Quando minha Dinda me deu vários livros, os quais ela não queria mais, ela me deu este junto, e confesso que quando olhei e pensei " Pow poesia, não vou gostar muito", mas o li mesmo assim e amei de cara, vocês não tem noção, o que me motivou e me deixou mais feliz é que ele foi escrito por uma Ex-aluna e Professora de Língua Portuguesa do IEE,mesma escola que acabei meu Emédio, em 2014;isso me deixou deveras feliz, pois como morava na mesma cidade, e poderia conhecer o grande Gênio, por trás desse livro ótimo, infelizmente eu ainda não tive coragem o suficiente para aparecer na casa dela, pois como ainda estou meio eufórica, é possível de eu acabar assustando ela, mas assim que eu for lá, irei contar a vocês.
 Voltando ao livro, eu realmente super recomendo, ele é um daqueles livros, que ou você vai levar para todos os lugares, e ir lendo ele pouco a pouco, ou irá deixar na sua cabeceira, por quê de fato ele não é um desses livros, que você lê , acha bom e acaba aí, ele é beem diferente, um daqueles que te faz querer saber mais. E para este fim, assim que possível trarei novidades sobre Letícia e seu escrito para vocês.
E agora acabando essa resenha, vou deixar vocês com gostinho de quero mais e irei colocar alguns poemas, dos quais mais gosto do livro, foi difícil escolher, mas depois de um longo tempo consegui, espero que gostem.



"Eu preciso
Eu preciso...
Eu preciso de ti.
Da tua alma.
Esta que gera tanta dor.
Eu preciso...
Preciso de ti.
Com toda calma.
Pra te afagar com ardor.
Eu preciso...
De ti.
Me salva!...
Eu preciso...
Do fundo da minha alma e com calma.
Do teu calor, do teu amor." 

"Dona Saudade
Hoje?
Hoje o dia foi melhor.
Ontem contive-me com a tua lembrança.
Hoje posso escutar, entoando de mansinho.
Tua palavra,
Tua boa tarde.
Ontem foram possíveis as lágrimas.
Para que desse vazão a
Minha saudade.
Hoje, porém, nasce de mansinho
Uma pontinha de alegria
Junto com o teu
Lindo boa tarde.
Com isto, aquela
Dona saudade
Vai crescendo,
Envaidecendo-se,
Por amar de verdade 
E não permitir
Dar lugar
Àquela palavra chamada
Maldade.
Esta Senhora
Que com sua frieza
E crueldade
Inspira a velha,
A velha falsidade.
Falsidade ideológica,
De matar a liberdade,
Germinando a dor,
A dor da eternidade."


"Doer
Perder
Morrer
Não ter
Doer
Viver
Derreter
Crescer 
Sofrer
Ser."


" Eternidade
Eternidade
São momentos de eterno abandono.
Tu te sentes pequenina,
Pequenina diante da grandeza do mundo.
Enjaulada na pobreza dos corações.
Corações moribundos, imundos.
Sou um nada neste mundo.
Aflita dia-a-dia vejo que profundo.
Minha alma voou para o além.
Minha alma não tem mais ninguém."


(Um dos meus favoritos):

"Amar?
Amar?
Porque nem amar podemos?
Vivo com medo.
Medo desta solidão que às vezes nos combate.
Vivemos num mundo
Onde uma das leis que a sociedade impõe 
É não amar.
Porque se tu amares
Vais ser feliz
Sem medo de combater os males
Que a sociedade quis.
Só que tem horas 
Que quando volto para esse mundo
Me dá medo de 
Amar e ser feliz!
Viver sem medo.
Viver o que eu sempre quis.
Viver em harmonia.
É isto que é ser feliz."

TODOS POEMAS, DO LIVRO GUARDADOR DE SOLIDÃO- LETÍCIA OSANAI.

Bom acho que vocês puderam notar esses poemas se variam em amor, dor e coisas da vida, como é dito em uma das críticas que constam no livro " Na solidão da noite nascem os mais belos poemas de amo."
Nossa guardadora da solidão retrata o amor e dar de várias formas, em vários poemas, por este e outros tantos motivos, esse livros, deve ser lido e relido milhares de vezes, por todos que o possuem, e os que ainda não tem, adquiram, irá valer a pena, se até eu que não gostava de poesia, não vivo mais sem este livro, imagine quem gosta...

Nenhum comentário:

Postar um comentário